Livro: Correndo para Você
Título Original: Run to You
Autor(a): Rachel Gibson
Editora: Jardim dos Livros
Páginas: 247
ISBN: 978-85-63420-86-2
Sinopse: Stella Leon é uma bela mulher. Aos vinte e oito anos ela já viveu muitas aventuras em Miami, onde vive e trabalha como garçonete. Brigas, sensualidade e rock'n'roll fazem parte de sua rotina. Mas o que está prestes a acontecer colocará sua vida de pernas pro ar! Um homem misterioso (e lindo) está à sua procura. Ele traz notícias de um passado que Stella não quer lembrar, e para onde não pretende voltar de jeito nenhum. Por que ela deveria deixar tudo pra trás e ir com ele para o interior do Texas? Por algum motivo, Stella confia nele. Por alguma razão ela se sente totalmente quente perto dele...

SÉRIE "LOVETT, TEXAS"
    1.  Daisey está na cidade
    2.  Maluca por você
    3.  Salve-me
    4.  Correndo para você

Com a primeira publicação da autora Rachel Gibson, bestseller do New York Times, os leitores descobriram uma das mais novas vozes do romance contemporâneo. Quatro de seus livros foram listados entre os "Dez livros favoritos do ano" pela Romance Writers of America. Ela ganhou diversos prêmios, incluindo o Borders Bestselling Romantic Comedy, o National Reader's Choice, e dois prêmios RITA de Melhor Título e Romance Contemporâneo do Ano. Escritora dos famosos romances Loucamente Sua, Simplesmente Irresistível, e Sem clima para o amor. Em 2004, Gibson deu início à série Lovett, Texas, lançando o último, Correndo Para Você, em 2013. www.rachelgibson.com.

  Estella Immaculada Leon-Hollowell, mais conhecida como Stella Leon é uma mulher independente e de personalidade forte. Após ter passado por vários altos e baixos ao longo de sua trajetória de 28 anos, ela se estabelece como garçonete num bar de Miami frequentado principalmente por drag queens que agitam a noite do lugar. Stella vive de forma solitária, se envolve vez ou outra num relacionamento em que nunca se sente totalmente preenchida e realizada, por isso, já se acostumou a virar-se sozinha e a seguir sempre em frente para tentar esquecer as mágoas do passado.
   Quando ainda era jovem, a mãe de Stella, Marisol, foi amante de um rico fazendeiro do Texas e engravidou dele. Já casado e com uma filha, o poderoso Clive Hollowell não quis assumir a bastarda que teve com a amante. Assim, Marisol saiu da vida de Clive e levou Stella consigo, que cresceu sem o pai e com uma enorme expectativa de que ele um dia a reconhecesse como filha. Porém, isso não se concretizou, e, apesar de arcar com todas as despesas que ambas tinham, nunca foi um pai presente – Stella só lembra de ter se encontrado com ele umas cinco vezes no máximo. Depois de tanto tempo, Clive morre e isso causa uma reviravolta na vida de sua bastarda, já que a meia-irmã mais velha, Sadie, que, aos olhos de Stella, sempre foi mais privilegiada que ela, agora quer conhecê-la e para isso contratou o ex-fuzileiro da Marinha, Beau Junger.
    Beau, de 38 anos, cresceu vendo o pai trair a mãe descaradamente. Seu irmão gêmeo, Blake, nunca viu problema nisso, mas Beau se desentendeu com o pai, e, ao invés de seguir seus passos como todos esperavam, tornou-se um fuzileiro – a profissão que seu pai, um Seal do Exército Americano, mais desprezava no meio militar. Beau nunca quis envolver-se com mulher nenhuma, pois tentava evitar cair no mesmo erro que o pai ao assumir um compromisso sério. Por isso, aproveitava a vida saindo com várias mulheres, mas nunca sentindo nada por nenhuma delas. Um dia, ele toma uma decisão e promete para si mesmo: vai parar de se divertir sem compromisso e a próxima mulher que tiver em seus braços será aquela que ele ama e com quem ele pretende casar para constituir uma família. O que ele não esperava era dar de cara com Stella Leon e teme que sua promessa seja quebrada.

    Sempre piso em ovos quando se trata de ler new adult, principalmente se envolve romance erótico pelo fato de que é um gênero responsável por muitas das minhas decepções literárias. Vários foram os livros aos quais dei uma oportunidade e acabei me deparando só com mais um clichê. Há um bom tempo não peguei em outro desses para me aventurar, preferia não arriscar. Porém, decidi dar uma oportunidade a Rachel Gibson, pois é uma autora de quem ouço muito falar e conheço pessoas que curtem seus livros. A série Lovett, Texas se tornou bastante conhecida, mas para ler este quarto livro não li nenhum dos três primeiros. Mesmo assim não prejudicou a leitura em nenhum momento, ou seja, concluí que, felizmente, nenhum conhecimento prévio era necessário e pude ler Correndo para você como mais um avulso.
    A escrita de Gibson é simples e polida. Leve, sem floreios, ela consegue prender o leitor em suas palavras. As descrições são perfeitas e tecem todo o mundo do livro na mente de quem lê. A sensação é que a seleção é bem clara: a narração se prende nas partes que realmente importa e deixa outras de fora, mas ainda assim o enredo não deixa de ser completo e objetivo. A narrativa ocorre em terceira pessoa e tem como foco principal Stella e, em segundo lugar, Beau, cuja história é narrada em segundo plano. Mas também há o retorno de focos como Vince, personagem de Salve-me, o primeiro livro da série.

"Sonhos eram coisas tolas com um alto custo emocional" (p. 43).

   Os personagens demoraram a me conquistar – talvez ainda não tenham conseguido totalmente. Stella e Beau, o casal principal, são verdadeiros opostos. Ela carrega algumas características de mocinha indefesa, por mais que tente disfarçar. Na maior parte do tempo, tenta ser forte e independente, já que fica claro que se trata de uma mulher muito marcada por decepções e pela rejeição do pai. Ao mesmo tempo, ela se mostra frágil quando é posta em prova, quando tem que encarar seu passado. Repete para si mesma o tempo todo que nunca precisou de homem nenhum, mas é exatamente essa dependência dela de Beau que dá fundamento ao livro.
   Já o "mocinho" da história não tem muitas características de mocinho: é um homem bruto, que chama a si mesmo de "fera" e não hesita em falar coisas indelicadas. Não costuma demostrar afeto e está em busca de renovação. Quando promete algo para si mesmo, é para valer. Por isso, ao prometer que a próxima mulher de sua vida será aquela que quer ao seu lado para sempre, ele resiste firmemente a todos os confusos sentimentos que tem por Stella.
    A relação dos dois é confusa e baseada quase que inteiramente no lado carnal. Claro que ao passar muito tempo juntos, eles acabam se conhecendo melhor, mas o desejo é o peso maior. A química, que apesar de parecer improvável, funciona muito bem. Ambos promovem diálogos que vão do drama à comédia – sem deixar de passar pelo erotismo – e dão um ar mais fluido a leitura.Também conta com a presença de personagens que foram protagonistas dos livros anteriores da série, como a própria Sadie, irmã de Stella – quase um incentivo à curiosidade de quem não leu outros, como eu. Mas são pouco os personagens secundários e também pequeno o destaque de cada um, o foco é muito centralizado no casal em 99% da obra.

"Ele estava preenchendo os espaços vazios dela com seu calor, seu desejo, sua paixão. Ele consumia a solidão que a tomava e a preenchia com luxúria" (p. 124).

    No entanto, se teve uma coisa que foi capaz de me incomodar – mesmo sendo algo mínimo sob certa ótica – foi a padronização da estética do casal. A aparência de ambos era a personificação da beleza que se impõe na sociedade. Isso também é algo inerente à maioria dos livros deste gênero, por isso não foi novidade me deparar com uma protagonista de corpo monumental: magra, mas com muitas curvas (nem tão exacerbada, nem tão escassa), olhos azuis, cabelos pretos longos e sedosos. Já Beau é forte e musculoso, olhos cinzentos e exalava uma masculinidade maquiada por sua aparência. Infelizmente esses padrões se tornaram bastante comuns em várias narrativas. Mas ainda assim acredito que seja algo importante de se frisar, porque se esses detalhes saíssem um pouco do padrão, o livro teria me agradado mais e pareceria mais convincente.
    A capa tem a beleza e a delicadeza que o enredo carrega, bem como a sensualidade. Quase todas as capas da série Lovett, Texas, tem algum elemento que remete ao country e ao estilo de vida da cidade. Correndo para você não é exceção, só destoa um pouco no estilo da modelo, que remete muito mais ao country do que o real estilo da protagonista, Stella, que nem é tão fã dos chapéus de caubói ou estampa quadriculada. Também acabei encontrando um ou outro erro de revisão, mas não chegou a atrapalhar a leitura. Em comparação com a primeira edição estadunidense, esta tem um gosto estético bem mais superior.
    Correndo para você é um livro bem-humorado e cheio de romance com pitadas de erotismo. Para os fãs desse gênero e principalmente os fãs de Rachel Gibson, é um prato perfeito para se deliciar com a escrita leve e fluida que ele tem. Se houver outra oportunidade como esta para ler os outros livros da série, com certeza lerei e espero encontrar um contexto onde a história de Correndo para você se encaixe. Para quem já leu os três primeiros livros de Lovett, Texas, não pode deixar de ler esse desfecho.

Primeiro parágrafo: "— O nome dela é Estella Immaculada Leon-Hollowell e ela mora em Miami".
Melhor quote: "O amor acontece com um sorriso de cada vez. Um belo e tortuoso sorriso por vez. A cada vislumbre dos seus olhos. A cada toque da sua mão. A cada som da sua risada".




Deixe um comentário

.