Livro: Os Nephilins
Autor (a): Robson Pinheiro
Editora: Casa dos Espíritos
Páginas: 480
ISBN: 9788599818343
Sinopse: Se só nós existíssemos no universo, seria um tremendo desperdício de espaço.” A frase de Carl Sagan remete à Bíblia, segundo a qual houve gigantes sobre a Terra — chamados nephilins. Muitos espiritualistas admitem a transmigração planetária: espíritos vão e vêm em fluxos migratórios coordenados, obedecendo aos ciclos evolutivos. Poucos perguntam como isso se dá — e esta é a chave deste livro. Afinal, todos teriam de morrer para viajar e, sei lá, pegar uma carona na cauda de um cometa: Ou devemos admitir a hipótese das naves espaciais? Não seria a velocidade de dobra exclusiva da Enterprise, afinal? Podem não ser Enki e Enlil apenas deuses sumérios, mas personagens históricos? A Árvore do Conhecimento é tanto do bem e quanto do mal porque somos produto da administração sideral, mas também da mão pesada dos dragões, os lendários ditadores do abismo (Ap 12). Desse universo em que fatalmente se entrelaçam ficção e realidade, mito e fantasia, ciência e filosofia, emerge uma história que mergulha nos grandes mistérios. Se nossa civilização tem raízes cósmicas, extraterrestres, os bastidores da vida terrena ganham ares de protagonismo.

SÉRIE "CRÔNICAS DA TERRA"
    1.  O Fim da Escuridão
    2.  Os Nephillins

Os Nephilins é segundo volume da série Crônicas da Terra. Escrito por Robson Pinheiro, autor de mais 29 livros – a maioria com caráter mediúnico – , e orientado pelo espirito Ângelo Inácio, teve como livro de abertura da coleção "O Fim da Escuridão", já resenhado no blog.

             Essa obra narra a história dos Annunakis, também chamados de filhos das estrelas, que chegaram na Terra há 470 mil anos. Expulsos de Nibiru, esse contingente de cientistas rebeldes vieram ao nosso mundo com o intuito de extrair matéria prima para a camada atmosférica de seu planeta de origem — local que haviam praticamente destruído devido uma guerra nuclear motivada por desavenças entre dois grupos marcantes.
       O quadro do planeta Terra era completamente diferente de hoje quando aterrissaram aqui. Os oceanos eram mais extensos, havia menos terra firme, o mundo estava repleto de fauna e flora abundante, e os primeiro hominídeos eram extremamente primitivos e pouco racionais.
       A partir dessa exploração, os nefilins construíram diversos monumentos, vários deles para pesquisas científicas onde se utilizaram da diversidade de seres vivos para aplicação de experiências, muitas delas de manipulação genética.
       Algumas fêmeas Annunakis tiveram filhos com os hominídeos, produzindo descendentes férteis, e modificando a raça humana, que, aos poucos, assemelhava-se mais aos filhos das estrelas. Assim houve a evolução do homo habilis até à nossa espécie, homo sapiens sapiens.


       Esse volume se distinguiu de "O Fim da Escuridão" por vários motivos. O primeiro volume era mais voltado para as modificações que o mundo passaria num futuro próximo, enquanto "Nephilins" retrata o início da evolução da humanidade, as primeiras modificações no quadro da vida terrestre. Apesar de terem temas inteiramente interligados, o estilo de escrita e construção de ideias acabaram se modificando pela diferença de cenários e enredos.
       Em Nephilins, temos uma narrativa mais detalhada e poética, que demonstra com exatidão os sentimentos, pensamentos e condições dos personagens, sendo eles, incrivelmente peculiares, semelhantes em algum sentido com os humanos, mas também muito diferentes em aspectos biológicos e espirituais. Essa primeira parte do livro soube me conquistar de primeira, envolvendo-me e me obrigando a lê-lo até o seu fim justamente por essa inovação.
       É importante ressaltar, contudo, que se trata de um livro de caráter Espirita, ou seja, segue muito das ideologias da Doutrina Espirita que foi edificada e propagada pelo filósofo Allan Kardec. Não digo que seja necessário ser conhecedor da doutrina para apostar nessa leitura, mas que o livro está repleto de teorias espirita, está, e acredito que será necessário algumas pesquisas por parte de um leitor que desconhece os princípios do Espiritismo.
       Gosto muito da narrativa do espírito Ângelo Inácio; ela é bem detalhista e reflexiva, trazendo pontos de vistas bem diferentes para o leitor. Mais que isso, a trama de "Os Nephillins"tem cenários e personagens extremamente fora do comum, o que dificulta muito para o autor na busca de palavras para simplificar a situação exposta. Entretanto, o autor teve sucesso ao transmitir suas ideias.
       Contudo, achei o livro muito difícil de acreditar. Os elementos eram muito sobrenaturais e fantásticos e se tornou muito difícil crer que tudo aquilo de fato aconteceu no nosso universo, no nosso planeta. "O Fim da Escuridão" envolveu pessoas - encarnadas ou não - como nós, e não seres extraterrestres como aconteceu nesse segundo volume. "Os Nephillins" acaba testando sua fé e o"ser cético" que a sociedade acaba manipulando em nós.
       Trata-se, portanto, de um livro grande e repleto de novidades. É impossível largá-lo sem saber até onde tudo aquilo vai chegar. É uma obra que traz algumas teorias que também são acreditadas por alguns historiadores em relação a evolução humana. Lembrou-me, de alguma forma, alguns quadros do canal "History" que também são muito convincentes, e, instigadores.


     
      O clímax e o desfecho do livro foram espetaculares, fazendo a leitura valer a pena, independente de sua veracidade ou não. Várias teorias que são estudadas e desenvolvidas até hoje foram expostas com simplicidade e com consistência, como, por exemplo, o buraco de minhoca e outras teorias espaciais.
      A diagramação da Editora Casa dos Espíritos é de arrasar. Eles conseguem superar qualquer outra editora nesse quesito. Não foi diferente com Os Nephilins! A capa é linda, e chama muito a atenção, e o designe interno foi feito com muito cuidado para ser perfeito! A editora está de parabéns pela revisão e pela construção do livro no geral.
      Indico a leitura a todos que têm uma mente bem aberta à novas ideias. "Os Nephillins" tenta nos convencer de uma possível colonização extraterrestre da Terra nos tempos mais primórdios e acaba amadurecendo muito mais essa possibilidade em nossa cabeça. Vale a pena conferir, pois, correto ou não, o segundo volume de Crônicas da Terra é um livro muito bem construído e muito inteligente.




   





4 Comentários

  1. Letícia, nos causa um certo estranhamento falar sobre "extraterrestres", porque nos conduzimos a pensar no lado fictício e cômico dos ETs. No entanto, como é até mesmo falado nos livros básicos do Espiritismo, temos várias populações em diversos planetas, que nao se limitam ao materialmente e cientificamente descoberto. Planetas que possuem formas de vida semelhantes oi diversas à Terra, em níveis de evolução e de densidade material diversos. A própria Terra foi e é habitada por espíritos que têm sua origem em outros planetas. Espíritos exilados, espíritos evoluídos e misdiobatios ... Enfim! Nós nos aproximamos de um momento de transformação do nosso planeta, em que haverá uma " nova distribuição" dos espíritos que conseguiram evoluir um pouco e os que se mantiveram estagnados. Não podemos esquecer que faz parte de nossa essência a "criação" de realidades que atendem nosso imaginário. O próprio Mundo Espiritual, por não se tratar de matéria manipulavel, tem sua essência na manipulação de energia, que se move e se molda conforme a vontade de uma inteligência. Então, a Terra e tudo o que vemos e sabemos que existe materialmente nada mais são do que réplicas daquilo que existe na "realidade" espiritual, mas ao mesmo tempo, aquilo que existe na realidade espiritual é fruto de nossa vontade inteligente, a fim de que possamos nos reconhecer e nos habituar. Afinal, nosso próprio perispírito é apenas uma maneira de termos uma imagem identitária, mas que apenas se molda em torno de nossa verdadeira existência, que é luz. Por isso o nosso estranhamento e nossa dificuldade em acreditar em migrações extraterrestres. Elas são menos fictícias do que imaginamos pela nossa fantasia ufológica

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelos comentários . Estarei lendo o e também comentando minha opinião . Obrigado!

    ResponderExcluir
  3. O livro é muito bom. Recomendo a todos.

    ResponderExcluir
  4. O livro é muitíssimo interessante. Vale muito a pena.

    ResponderExcluir

.