Livro: Um Romance Inesquecível
Título original: An Unforgettable Lady
Autor (a): J. R. Ward
Editora: Universo dos Livros
Páginas:  352
ISBN: 9788579306099

Sinopse: As mulheres mais influentes de Manhattan estão sendo assassinadas e Grace, uma linda herdeira da alta sociedade e famosa por sua fabulosa fortuna, é um possível alvo. Relutante, porém vulnerável, ela contrata John Smith para ser seu guarda-costas: um homem intransigente que está disposto a tudo para protegê-la. Ao mudar para o apartamento de Grace o sentimento entre eles começa a mudar. Ela se sente atraída por John, que dita as regras para sua segurança. E ele também não contava com esse desejo incendiário que o tira de qualquer lógica racional. Enquanto as noites de verão começam a ficar cada vez mais quentes, Grace e Smith precisam enfrentar uma escolha crucial: seguir os mandamentos profissionais para afastá-la do possível assassino ou se entregar ao sentimento dessa paixão ardente.

Um Amor Inesquecível foi lançado em 2014 pela editora Universo dos Livros. Escrito por J. R. Ward, especialista em romances fantásticos, e famosa pela série “A Irmandade da Adaga Negra”, trata-se de um romance fictício, mas totalmente coerente com a realidade contemporânea. Leia a resenha a seguir e saiba se a autora acertou ao arriscar em um gênero longe de sua experiência. 

     Grace Hall, uma condessa linda e estonteante da alta sociedade parece ter sérios problemas com seu casamento de “negócios”. Com seu marido rico e popular distante e o divórcio próximo, a condessa tenta transparecer a felicidade e a vitória que não tem. Para piorar, seu pai deixara a direção dos negócios da família em suas mãos, e muitos empresários ansiavam violentamente seu fracasso profissional. 
     Contudo, Grace ainda precisava ser um grande exemplo social e, inundada pela pressão externa, sentia-se obrigada a comparecer nos eventos de sua estirpe. E foi na cerimônia do embaixador no Plaza Hotel que nossa protagonista conheceu John Smith, um guarda-costas bem sucedido, que cobria e comandava a segurança do importante político. 
     Quando seus olhares cruzaram no brilhante ambiente, Grace teve o impulso de seguir John e interroga-lo sobre a estranha e especial troca de olhares. Havia um significado ali, não havia? Eles já se conheciam? 
     Mas John Smith já tinha escolhido seu posicionamento em relação à condessa – que acreditava ser fútil e mesquinha – e acabou criando uma discussão em torno de sua suposta arrogância e egocentrismo. Em seguida, impulsionado pela raiva momentânea e pelo seu instinto, John beija Grace com fulgor e faz crescer um desejo inexplicável, sem nem mesmo saber que, dias depois, seria contratado para protege-la de um assassino cruel. 
     Ameaçada pelo misterioso killer – que tinha como alvo as grandes damas da alta sociedade – Grace agora precisa conviver com brilhante guarda-costas em sua vida, no seu cotidiano, em sua casa. Essa aproximação obrigatória criará inúmeros conflitos, mas também trará à tona o sentimento que outrora nascera. 


     Um Amor Inesquecível é um livro incrivelmente arrebatador. Seu prólogo envolve o leitor de uma forma que eu mal consigo expressar, e a vontade de prosseguir na leitura somente aumente a partir dele. 
     A autora, J. R. Ward tem um talento enorme para fisgar e entreter o leitor até o final. Mesmo se tratando de um livro extenso de romance, em nenhum momento essa obra chegou a ser monótona ou maçante – o que é bem comum em alguns livros que seguem essa mesma linha. Tudo isso porque a narração era extremamente leve e equilibrada, composta somente por detalhes relevantes e fluída, sem pontuações exageradas que pudessem quebrar o ritmo. Além do mais, era uma narração que simplesmente não se sobressaía mais do que a própria história; e essa característica é muito importante para que – especialmente – um romance tenha sucesso.
     Já a alternância de pontos de vista foi essencial para que a leitura tivesse mais emoção. Com essa artimanha, foi possível me ligar mais aos personagens e ao seus caráteres, mas também aos seus pensamentos. E o leitor lidará com dois personagens demasiadamente difíceis, insistentes e muito geniosos. 
     John Smith foi desde o inicio o tipo de “mocinho” que, mesmo diferente – e menos fofo que a maioria que conheci –, conseguiu me conquistar. Já a condessa Grace me identifiquei de cara. Foram dois personagens muito bem construídos e desenvolvidos, que amadureceram durante a trama e se mostraram convincentemente reais. Mas houve outros personagens que também fizeram grande diferença nesse cenário misterioso. 

“Grace estava determinada a não desabar diante de Smith, mas ela sentia como se fosse se estilhaçar e cair aos pedaços a qualquer momento.”

     Um ponto positivo em Um Amor Inesquecível é o seu suspense. J. R. Ward foi muito esperta ao acrescentar numa história que seria aparente somente mais um romance, um enredo misterioso que a deixasse no ponto certo. Foi muito agradável lidar com um romance sexy em algumas páginas, e logo em seguida lidar com muita ação e tensão
     Entretanto, ainda houve algumas partes da trama que achei um tanto improváveis de acontecer. Um exemplo está no prólogo, onde John beija Grace sem mais nem menos, sem nem mesmo conhece-la... Por mais que essa ideia seja suportável, achei um pouco abrupta, como se a autora tivesse acelerado os acontecimentos, até porque, estamos falando de um prólogo... 
     Já o clímax e o desfecho, apesar de seguirem – como quase todo o romance – uma mesma linha de acontecimentos, acabou me surpreendendo justamente por consequência do mistério. A autora foi simplesmente brilhante ao fechar o livro dessa forma. 
     A obra tem uma edição bonita, mas a capa mostra muito pouco do estilo de J. R. Ward. A Editora Universo dos Livros acertou na tradução e na diagramação simples, porém, satisfatória. 
     Indico Um Romance Inesquecível para todos que apreciam um amor mais quente e mais aventureiro. Trata-se de um livro encantador, que rouba sua atenção e seus pensamentos, além de ter uma incógnita paralisante

Primeiro Parágrafo:
“ – Gostou do que viu essa manhã? – pelas costas, ela ouviu a voz profunda e lacônica de Smith.”
Melhor Quote:
“Ao entrar na casa, ela olhou pela última vez para a nuvem de poeira que flutuava sobre o ar na estrada, como se fosse uma promessa das coisas que viriam.”
  

 
   



Um Comentário

  1. Romances não importa se são extensos ou curtos ou longos são ótimos....meus preferidos...vou ler com certeza

    ResponderExcluir

.