Olá, leitores queridos! Entrando nesse clima do Dia das Mães (ei, mãe, parabéns!), decidimos fazer um Top 5 não só especial, como duplo. Aqui não classificaremos somente as Melhores Mães da Ficção, mas também as piores delas! Vamos conferir? 
 
TOP 5 - AS MELHORES MÃES
 1. LILY POTTER
Existe uma prova de amor maior do que sacrificar a própria vida pelo filho? Devido a sua coragem, bravura e, especialmente, ao amor que sentia por Harry - sentimento que tem um papel extremamente importante na série -, é que Lilly Potter encabeça a nossa lista de melhores mães da ficção. Ao longo dos sete livros de Harry Potter vemos vários personagens falar sobre a bondade e generosidade de Lily.

2. NATALIE PRIOR
Ter o altruísmo como o sentido de sua vida e passar por cima dele para defender seus filhos não é algo fácil de se fazer. Mas foi o Natalie Prior, da trilogia Divergente, fez. Participante da facção Abnegação - sociedade extremista que coloca, não só os cuidados, mas os desejos dos outros acima de tudo - Natalie não hesitou em quebrar as regras e matar os inimigos que ameaçavam a vida de seus filhos. E, se precisasse, sem dúvidas, poderia dar a sua vida por eles. Natalie, acima de tudo é uma mãe corajosa, atenciosa, e, principalmente, compreensiva. Nossa Tris pode, com certeza, afirmar isso. 

3. CATELYN STARK
Catelyn Stark é um muralha. Depois de ser traída por seu marido, precisou aceitar a presença do bastardo indesejável em sua própria morada. Para piorar, seu filho caiu de uma torre e ficou paraplégico, e suas filhas se tornaram reféns de sua principal inimiga. Mesmo com tantos problemas, Catelyn fará de tudo - inclusive sequestrar, manipular e matar -  para reconquistar sua família perfeita e não desistirá enquanto isso não acontecer. Ela é, sem dúvidas, uma das personagens mais fortes da série.

4. JOCELYN FAIRCHILD
Jocelyn, na série Instrumentos Mortais, decidiu deixar sua vida de Caçadora de Sombras - sua paixão - para viver uma vida simples e anônima a fim de proteger sua filha. Além disso, resolveu apagar a memória de Clary, através de um feitiço, para sua própria segurança. É óbvio que não deu certo, mas valeu a tentativa, não é? 

5. SRA. LANCASTER

Hazel Grace, assim como todos, tem problemas em sua vida. Os dela podem ser um pouco mais sérios do que os da maioria, sim, contudo para seus pais, Hazel é apenas uma adolescente que passou por muito mais do que deveria. É claro que A Culpa é das Estrelas não é especialmente focado nos pais de Hazel, e nem tenho certeza se seus nomes são citados durante o livro, contudo, para mim, uma das coisas mais marcantes da obra foi o modo como a mãe de Hazel a tratava. Sempre incentivando, animando e sendo forte pela filha, acredito que seja uma das relações mais bonitas que já vi em uma estória. 


TOP 5 - AS PIORES MÃES
1. SRA. EVERDEEN
A mãe de Katniss, protagonista da trilogia Jogos Vorazes, é um péssimo exemplo. Quando seu marido morreu de forma abrupta, entrou em um estado de depressão e simplesmente negligenciou qualquer cuidado que suas filhas necessitassem. Katniss quase morreu, mas se ergueu e assumiu o papel de mãe, cuidando de sua irmãzinha. Quem odeia - ou, pelo menos sente pena - da Sra. Everdeen sabe o quanto é desgostoso ver/imaginar aquela maldita cara de paisagem.

2. EVELYN JOHNSON

Uma coisa é certa: a mãe de Tobias já passou por muito sofrimento. Depois de sofrer sob a ameaça de seu ex-marido, forjar sua própria morte e liderar o grupo de Sem Facções, é certo que Evelyn endureceu para enfrentar a vida. O problema é que, para escapar de seu sofrimento, a mulher deixou Tobias sozinho com seu pai violento, e só foi ver o rapaz novamente anos depois. Além disso, durante o segundo e terceiro livro da série Divergente, é difícil não pegar certa antipatia pela personagem - suas atitudes são quase inacreditáveis. 

3. SRA. FRAY

Os pais da protagonista da trilogia Estilhaça-me, Sr. e Sra. Fray, são citados poucas vezes durante os livros, contudo, quando penso nas piores mães da ficção, não consigo evitar pensar na mãe de Juliette. Não se sabe muito sobre ela além do fato de - assustada com os poderes de Juliette - ter abandonado a filha a própria sorte sem dó nem piedade, e nunca mais ter procurado a menina.

4. SRA. ELSA

Essa é outra personagem que não é muito citada, mas é fácil destacar-se devido a suas atitudes com os filhos: Sra. Elsa, a mãe de Bruno, protagonista de O Menino do Pijama Listrado. Tudo bem que ela viveu em uma época de guerra, medo e insegurança, contudo, o modo condescendente e dócil da personagem conseguiu me irritar diversas vezes durante a curta leitura da obra. A mãe de Bruno podia não gostar de como as coisas eram feitas e sofrer pelo marido ausente; entretanto, acredito que calar-se diante de uma atrocidade pode ser tão ruim como cometê-la.

5. RENEÉ DWYER
Renne Dwyer é mãe de Bella Swan, da saga Crepúsculo.  Ela simplesmente deixou que sua filha fosse morar numa cidadezinha com menos de 4 mil habitantes que quase nunca tem sol e com um pai que não sabia nem cozinhar para acompanhar o novo marido em sua profissão. Poxa, dava para ser mais negligente? Aposto que, caso seu marido morresse, também entraria em depressão e deixaria Bella morrer de fome!

Aproveitamos para parabenizar todas as nossas leitoras que são também mamães. Parabéns pelo dia de vocês, e tenham certeza de que vocês merecem todas as felicitações!


7 Comentários

  1. A mãe da Katniss é horrível mesmo rsrsrs
    http://mais-umlivronaestante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu acho a Lily Potter e a Natalie Prior muito divas ♥, se elas fossem protagonistas dariam também ótimas séries (principalmente para a Natalie...). Eu tenho uma raiva monstra pela Evelyn Johnson, ela sofreu mas virou uma pessoa pior, o que muito surreal.

    beijos
    http://i--wont-give-up.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ah Catelyn é uma personagem muito forte mesmo, mas eu não concordo com as atitudes dela com o John. Já quanto a Renné, eu discordo completamente que ela seja uma mãe tão ruim, ela não "deixou que sua filha fosse morar numa cidadezinha com menos de 4 mil habitantes", ela respeitou a escolha de sua filha praticamente adulta, de morar com o pai! E mesmo acompanhando o marido, ela sempre ligava pra Bella e se preocupava com a vida dela.
    Bjs...

    anna-gabby.blogpot.com

    ResponderExcluir
  4. AMEI sua postagem!!! RSrs
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adorei a ideia. Super criativa!
    bjs,
    Fernanda D.
    NovoRomance.com.br

    ResponderExcluir
  6. Vai ter mãe se descabelando com este top.. kkkkk
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir

.