Livro: Biblioteca de Almas
Título original: Library of Souls
Autor (a): Ransom Riggs
Editora: Intrínseca
Páginas: 416
ISBN: 978-85-8057-966-6
Sinopse: Um poder extraordinário. Um exército de monstros. Uma batalha épica pela sobrevivência do mundo peculiar. Biblioteca de Almas é o último volume da celebrada trilogia iniciada com O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares. Neste terceiro livro, depois de sofrer com a morte do avô, conhecer crianças com habilidades peculiares em uma fenda temporal e partir pelo mar em uma busca desesperada para curar a srta. Peregrine, Jacob vai finalmente enfrentar a inevitável conclusão dessa turbulenta jornada. Jacob descobre uma poderosa habilidade e não demora a explorá-la para resgatar os amigos peculiares e as ymbrynes da fortaleza dos acólitos. Junto com ele vai Emma Bloom, uma menina capaz de produzir fogo com as mãos, e Addison MacHenry, um cão com faro especial para encontrar crianças perdidas. Partindo da Londres dos dias atuais, o grupo vai percorrer as ruelas labirínticas do chamado Recanto do Demônio, uma complexa fenda temporal que abriga todo tipo de vícios e perversões. É ali que o destino de peculiares de toda parte será decidido de uma vez por todas. Tal como os volumes anteriores da série, Biblioteca de Almas une fantasia, aventura e sombrias fotografias de época para criar uma experiência de leitura única.

SÉRIE "O LAR DA SRTA. PEREGRINE PARA CRIANÇAS PECULIARES"
    1.  O Lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares
    2.  Cidade dos Etéreos 
    3.  Biblioteca das Almas 

EXTRAS
    1.  Contos Peculiares

Ransom Riggs cresceu na Flórida e hoje mora em Los Angeles. Sempre seguiu uma dieta à base se histórias de fantasmas e comédias britânicas, o que provavelmente explica o estilo de seus romances. Não são poucas as chances de ele ficar escondido debaixo da sua cama, pronto para dar um susto em você (vá conferir). Se não o achar lá, você certamente vai encontrá-lo no Twitter: @ransomriggs. 👤

   Em O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares, após a morte de seu avô, Jacob parte para uma misteriosa ilha no interior do Reino Unido, em busca de respostas, na esperança de descobrir a verdade por trás das histórias do avô, que jurava ter vivido num orfanato para crianças com dons peculiares, antes de ter se mudado para os Estados Unidos. Na ilha, Jacob encontra o orfanato numa fenda temporal protegida pela ymbryne Alma LeFay Peregrine, que mantém as crianças da história do avô de Jacob congeladas no tempo, para que não sofram os efeitos da Guerra Mundial que destruíra o orfanato. 
   Dias depois de descobrir a fenda temporal e os amigos de seus pais, Jacob vê a srta. Peregrine ser caçada por criaturas e se tornar incapaz de manter a fenda que protegia as demais crianças. Então, em Cidade dos Etéreos, Jacob e seus novos amigos partem rumo a Londres, cidade onde os peculiares se concentram. Eles têm a esperança de, lá, encontrar uma cura para a srta. Peregrine, mas, na cidade devastada pela guerra, surpresas ameaçadoras estão à espreita em cada esquina e ele percebe que terá ainda de percorrer um caminho longo, árduo e repleto de perigo. 
   Por fim, quando menos esperamos a história de Jacob começa a ganhar contornos finais, e em Biblioteca de Almas, que começa exatamente onde seu antecessor termina, somos levados a realidade do protagonista que, junto a Emma e Addison, tenta escapar de um etéreo na estação de metrô de Londres e continuar sua viagem para resgatar as ymbrines, que foram sequestradas pelos acólitos. Durante a viagem, Jacob enfrenta uma jornada dupla e começa a conhecer a si mesmo e sua peculiaridade. Com suas habilidades mais apuradas, ele encontra a fenda Recanto do Demônio, onde fica o cárcere dos amigos, e com a ajuda de um peculiar chamado Shanon segue rumo a fortaleza dos acólitos. Em sua jornada, Jacob acaba descobrindo a verdadeira intenção de Caul e encontrando as mais variadas situações, como peculiares marginalizados e viciados em determinadas drogas e outras histórias que não aparecem em seu estimado folclore, mas que são de extrema importância para lhe ajudar a atingir seu objetivo.


   Desde o lançamento do primeiro livro da trilogia, O Lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares, anos atrás pela editora Leya, esta era um série que eu muito queria ler, principalmente por seu notável sucesso e peculiar premissa. No início eu pensei se tratar de uma história de terror, mas não se enganem, não passa de uma excelente fantasia. A nível de curiosidade, o autor era um notável colecionador de fotografias peculiares e partiu de muitas delas para compôr sua narrativa, por isso o livro é cheio de imagens. No todo, acaba ficando perceptível o quanto Riggs é talentoso e não fica difícil nomeá-lo como um dos melhores autores da contemporaneidade.
   Apesar de não ter aquele receio que a maioria dos leitores possuem ao iniciarem uma sequência, eu estava, assim como em Cidade dos Etéreos, meio "nervoso", com medo que ficasse frustrado. Um medo bobo, claro. Biblioteca de Almas é tão surpreendente quanto seus antecessores, e um fã de fantasia como eu não poderia estar mais feliz com o resultado desse desfecho eletrizante, cheio de reviravoltas, descobertas, explicações e que mantém o excelente dinamismo que tornou-se marca registrada de Riggs.
   Biblioteca de Almas também é narrado em primeira pessoa, sob a peculiar e estrutural ótica de Jacob, protagonista principal da trama. A narração, em suma, segundo o que percebi desde o primeiro livro, parecer ser o ponto mais alto da estrutura que forma a história de Riggs, visto que o esmero que ele tem com ela é maior que qualquer outra coisa. O autor dá um forte embasamento a seu protagonista, de modo que ele não consiga apenas ser um bom personagem, mas de forma que ele faça um contraste opulente entre o ritmo da obra ao detalhes ricos e a escrita descritiva e perspicaz.

“Todos temos prazo de validade. Se eu fosse vocês, não teria pressa pra descobrir qual é.”
 
   Em suma, eu gostei muito do livro, principalmente porque é notável a evolução do primeiro ao último livro. Em O Lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares temos esse estilo meio gótico, diferente e peculiar, uma estrutura que mistura incomumente gêneros e situações diversas, que englobam e inserem totalmente o leitor e que se repetem de maneiras diferentes na trilogia. Biblioteca de Almas veio como um desfecho incrível e chama atenção principalmente por trazer, em meio as reviravoltas, mais informações acerca do mundo peculiar e dar um enfoque ainda maior em Jacob e em sua peculiaridade.
   Os demais personagens também estão incluídos nessa fração interessante e espaçosa do livro. Se tínhamos um rapaz maduro em Cidade dos Etéreos, podemos dizer que temos um homem adulto, um Jacob adulto em Biblioteca de Almas, alguém ainda mais moldado para tomar fortes decisões, que não são capazes de mudar somente sua vida, mas também daqueles que o acompanham. A evolução do segundo ao terceiro livro, neste caso, nota-se no tocante ao universo peculiar em geral, que agora ganha contornos maiores e mais descritivos. O leitor ficará chocado com o excesso de informações.
   Eu já vi — e tenho — vários e vários livros, inclusive norte-americanos, mas nunca vi, nem tive, uma edição tão linda quanto a desenvolvida pela Intrínseca para a série O Lar da srta. Peregrine para Crianças Peculiares. É um esmero que nem consigo explicar, tampouco demonstrar por meio de fotografias — sugiro que comprem! A capa foi mantida a original do livro, lançada lá fora, e na verdade trata-se de uma jacket. O livro é em estilo hardcover americano, com uma capa dura (com assinaturas das crianças peculiares) por trás da jacket removível, em cor meio verde bem claro/bege. A diagramação é a mais bonita que já vi, com folhas de diferentes cores e texturas, ótimas fontes, inúmeras fotografias, registro dos peculiares... uma verdadeira edição de luxo, por assim dizer. Só parabenizações a Intrínseca.
   Vale, por fim, ressaltar que a série de Riggs ganhou uma incrível adaptação cinematográfica no mês de Setembro, pela Fox Film, e no Brasil mais de duas milhões de pessoas foram ao cinema conferir mais esse sucesso. A adaptação é uma superprodução do renomadíssimo diretor Tim Burton, que dirigiu também Alice no País das Maravilhas e Edward Mãos-de-Tesoura, e é estrelado por Eva Green, da série de terror Penny Dreadful, no papel da Srta. Peregrine.  E, por fim, eu sugiro que conheçam toda a trilogia de Riggs, vocês irão se encantar, principalmente os fãs de fantasia, já que aqui temos uma mistura incomum de terror, sobrenatural, suspense e vários outros subgêneros. Com um final surpreendente e aceitável e com alusões e referências mitológicas, Biblioteca de Almas fala também de sobrevivência, lealdade, amizade, coragem e escolhas. Uma ótima dica para os fãs de histórias diferentes e de fantasias.


Primeiro Parágrafo: "O monstro estava parado a menos de uma língua de distância, os olhos fixos no nosso pescoço, o cérebro enrugado repleto de fantasias de assassinato. Sua fome por nós carregava o ar." 
Melhor Quote: "Um oportunista disfarçado de amigo pode ser tão perigoso quanto um inimigo declarado.


2 Comentários

  1. Eu realmente adorei a trilogia, porém, acho que ficou algumas brechas que eu gostaria de entender. Por exemplo:o que aconteceu com eterio que ficou ligado ao polifendador, como estão cuidando dele; o que aconteceu com aquele amigo de Berthan, ele fugiu...? É a Fiona? Realmente morreu? Também tem a questão das Mãe Poeira; por que os peculiares na dormiram quando ela os curou pela segunda vez?

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo seu post, amei a forma como você escreveu e descreu o livro!

    ResponderExcluir

.