Livro: Refém da Obsessão

Título Original: Reckoning
Autor (a): Alma Katsu
Editora: Novo Conceito
Páginas: 352
ISBN: 9788581632391

Sinopse: Havia uma parte em Lanny que queria ser punida. Um pedaço de seu coração que acreditava que ela merecia o horror de ser imortal, a tristeza de ver todos aqueles que amara partirem, enquanto ela só podia conviver com as perdas e as lembranças. Terríveis e solitárias lembranças. Este "dom", oferecido pelo mais malvado dos homens, Adair, era, para ela, a resposta a uma pena que ela deveria cumprir. Mas, apesar das culpas e do castigo que pensava merecer, ela ainda sonhava. E esperava ser redimida por ter dado a Jonathan - seu grande amor - o esquecimento que purifica todo ser de sua dor: a morte.
No entanto, bem no fundo de sua alma, ela suspeitava que, fosse o que fosse que a atraísse para Adair (e para sua maldade), fosse qual fosse o infeliz sentimento que os aproximara, este sentimento não fora totalmente exorcizado. Não importava que ela tivesse chegado ao cúmulo de emparedar aquele homem mau e deixá-lo para apodrecer, não importava que o tempo tivesse passado, nem que, hoje, ela pudesse contar com o apoio e os braços fortes e acolhedores de Luke... Adair estava por perto, ela podia senti-lo, e seu poder era inexorável.
 Série "Taker"
    1.  Ladrão de Almas. 
    2.  Refém da Obsessão


    Refém da Obsessão, continuação do livro Ladrão de Almas, apresenta-nos a vida de Lanore e Luke na atualidade. O médico humano e totalmente normal que, de alguma forma, seduziu nossa protagonista, convenceu-a de devolver inúmeras peças de valor histórico a um museu específico. Mas Luke não só modificara a vida de Lanore nesse sentido; também a convencera de esquecer praticamente sua antiga vida conturbada, agora que formavam um casal.
  Contudo, o passado de Lanore era forte demais para ser esquecido. Quando menos esperava, um zumbido desconfortável voltou a soar no fundo de sua cabeça. Nossa protagonista sabia exatamente o que isso significava: Adair havia escapado de sua prisão isoladora.
    Quando Adair transformou Lanore em uma imortal, proferiu palavras que fariam sua nova prisioneira ficar a sua mercê por toda a eternidade. Logo em seguida, Lanore percebera que o zumbido no interior de seu crânio denunciava essa ligação com seu “mestre”, mas depois que aprisionou Adair, rezava para que esse sinal nunca mais retornasse.
    Lanny queria fugir imediatamente, sufocada pelo medo assolador, e percebeu que era hora de abandonar Luke, para mantê-lo a salvo. Viajando sozinha encontrou companheiros antigos, tão imortais quanto ela, porém, tudo a levava para um caminho sem saída. Não havia como fugir, não havia como se esconder...
    Enquanto isso, Adair lutava contra sua fúria extrema.  Precisava adaptar-se ao novo mundo, depois de 200 anos preso, sem ver nem mesmo a luz do Sol. Com a ajuda de um dos seus imortais, recuperou sua fortuna e começou a sua busca incansável pela sua infiel amante.
    Mal sabia Adair que tudo o levaria ao passado de Lanore, onde tudo começou: em St. Andrew, e onde o corpo putrefato e sem vida de Jonathan – amor de Lanore – repousava. Talvez estivesse na hora de Adair finalmente testar uma de suas mais poderosas magias... Estava na hora de ressuscitar os mortos para atrair sua amada. Estava na hora de Lanore encarar a raiva que acumulara durante séculos de tormento.

    Refém da Obsessão segue o mesmo estilo de enredo de seu primeiro volume, e se mostra uma obra inteiramente envolvente e cheias de surpresas. A leitura fluiu de forma rápida, com uma narrativa completa e impossível de se incomodar, e um clima sombrio que pairou sobre a série até esse momento.
   Dividido em capítulos narrados em primeira pessoa – pela personagem Lanore – e os narrados em terceira pessoa – os capítulos que seguiram Adair – a história se fez no presente, com algumas lembranças passadas de ambos protagonistas, que contribuíram para a assimilação tanto da história quanto das personificações.
    Acreditei, de inicio, que a autora havia se perdido e fracassado ao tentar continuar a história no presente, já que no volume anterior, o passado se mostrou um ponto extremamente forte na trama. A própria protagonista parecia forçada e diferente da qual havia conhecido anteriormente. Mas durante a leitura, Alma Katsu resgatou sua história e personagens. Reconheci Lanore, mesmo que modificada pelos os 200 anos de experiência, e Adair novamente foi um personagem marcante e bem desenvolvido.
   Adair prosseguiu sendo misterioso ao seu modo, mas ao admitir para si mesmo seus sentimentos, foi possível compreendê-lo melhor. Somente nessa continuação consegui nutrir certa compaixão por ele. Já Luke foi mais bem apresentado, mas ainda faltou muito a ser revelado sobre ele.
  Também foi incrível rever outros personagens e tentar compreender novamente esses turbilhões de sentimentos conflitantes; códigos morais diferentes dos que estamos acostumados e indecifráveis. Talvez toda essa complexidade – e, conseqüentemente, essa profundidade – seja o ponto mais forte dessa série.
   O enredo de Alma Katsu tem certa enrolação, sendo isso, uma característica própria. Depois de várias cenas de ação, a trama se torna incrivelmente rápida e impossível de se largar.
    Refém da Obsessão foi imprevisível tanto em seu final quanto nas atitudes dos personagens. O desfecho foi mais marcante que o do Ladrão de Almas, e deixou aberta lacunas a serem preenchidas em uma possível continuação.
    No geral, o livro traz reflexões interessantes sobre a vida, a imortalidade, a ordem natural do universo , o amor e a solidão.  Ainda se mostra um livro cruel, mas porque o enredo não poupa o leitor da realidade. A felicidade e a infelicidade andam de mãos dadas.
    A capa é linda, em minha opinião, só pecou nas edições da imagem colocada. A formatação do livro me agradou mais dessa vez , e não vi nenhum erro de gramática gritante.
   Toda vez que me vejo lendo novamente as palavras de Alma Katsu, consigo visualizar as cenas de um modo cinemático. Espero realmente que vire uma adaptação memorável!
    Apesar de alguns pontos que me desagradaram, Refém da Obsessão valeu todo o entusiasmo! Indico a série e o segundo volume a todos que gostam de livros profundos, sombrios e fantasiosos.

Primeiro Parágrafo: "Estávamos quase chegando no Victoria and Albert Museum quando vimos uma multidão saindo da porta de entrada e atravessando a Rua Cromwell, forçando nosso tai a para no meio do caminho.”
Melhor Quote: “[...] Mas a mudança era a natureza do cosmos, chegara a essa conclusão; tudo era suscetível à mudança, até mesmo ele.”


2 Comentários

  1. Oi Le, tudo bem?!
    Não conhecia esse livro, mas já tinha falado do primeiro. A história parece bem interessante, e fiquei intrigada pra saber o lance das ligações dos personagens. Ai ai ai se eu não tivesse tantos livros na lista de leituras, eu com certeza daria lugar a essa série!

    Mil beijos,
    Blog Procurei em Sonhos

    ResponderExcluir
  2. Quando comecei ler esse livro fiquei encantado porém,no final tive uma grande decepção. Adair fez de tudo para encontrar lanore, depois de encontrar lá ele simplesmente deixa ela ir embora, ainda deu os livros de feitiços para ela. Simplesmente não gostei do final da história..

    ResponderExcluir

.