Livro: O Pequeno Príncipe
Título original: Le Petit Prince
Autor (a): Antoine de Saint-Exupéry
Editora: Geração Editorial
Páginas: 160
ISBN: 9788581303079

Sinopse: O Pequeno Príncipe - Um piloto cai com seu avião no deserto e ali encontra uma criança loura e frágil. Ela diz ter vindo de um pequeno planeta distante. E ali, na convivência com o piloto perdido, os dois repensam os seus valores e encontram o sentido da vida. Com essa história mágica, sensível, comovente, às vezes triste, e só aparentemente infantil, o escritor francês Antoine de Saint-Exupéry criou há 70 anos um dos maiores clássicos da literatura universal. Não há adulto que não se comova ao se lembrar de quando o leu quando criança. Trata-se da maior obra existencialista do século XX, segundo Martin Heidegger. Livro mais traduzido da história, depois do Alcorão e da Bíblia, ele agora chega ao Brasil em nova edição, completa, com a tradução de Frei Betto e enriquecida com um caderno ilustrado sobre a obra e a curta e trágica vida do autor.

Antoine de Saint-Exupéry ficou famoso pela sua obra infantil “O Pequeno Príncipe” que passou a ser o livro mais traduzido no mundo, depois da Bíblia e do Alcorão. Contudo, o célebre piloto de avião também escreveu outras obras, romances sobre guerras, viagens aéreas e desertos. Confira a resenha abaixo de uma das obras mais lidas do mundo!

     Foi no deserto, depois de uma pane no sistema que forçou o pouso de emergência de seu avião, que nosso narrador-personagem encontrou o Pequeno Príncipe. O piloto estava dormindo sua primeira noite solitária no Saara e já planejava o conserto demorado do avião quando o menino meigo de cabelos louros simplesmente o chamou. 
     Pediu que o piloto desenhasse, e, consequentemente, desse vida à um carneirinho para sua companhia. A partir daí, o piloto começou a conhecer melhor o sábio garoto, buscar entender como chegara até ali e de onde viera. 
     O Pequeno Príncipe havia feito uma viagem por inúmeros planetas até alcançar a Terra. Em sua pequena casa, deixara, todo ressentido, sua rosa espinhosa para trás, e fora atrás de aventuras. No primeiro planeta, lidou com um autoritário rei, que ficava constantemente a espera de um súdito. Em seguida, conheceu no próximo planeta visitado, um vaidoso, seguindo de um bêbado, um homem de negócios, um geógrafo e um acendedor de lamparinas; todos cegos pelos seus vícios. 
     Nesse meio-tempo, O Pequeno Príncipe desenvolveu seu interesse pelo planeta Terra, que era maior, cheio de paisagens diferentes e com vários animais distintos. Conheceu primeiramente uma cobra, depois, uma raposa, e enfim, nosso piloto. Mas os dias de possível sobrevivência do piloto estavam se esgotando. A água só duraria oito dias! Eles precisavam encontrar um meio rápido para ir embora, ou morreriam. 

“[...] – É preciso exigir de cada um o que cada um pode dar – frisou o rei. – a autoridade se baseia na razão. Se ordenar o povo se afogar no mar, ele fará uma revolução. Tenho o direito de exigir obediência porque minhas ordens são sensatas.” 

Antoine fez um trabalho realmente incrível ao revolucionar a literatura infantil. Apresentou um estado nunca narrado antes em um livro: a criação de um personagem pelo autor. Assim como aconteceu na realidade, o personagem Pequeno Príncipe simplesmente caiu de pára-quedas na vida do autor, que, depois de um desenho despretensioso, deu vida a ele. Nessa obra, Antoine deixa claro a magia da criação de personagens, planetas e outros elementos criativos que saiam da linha das convenções. 
     A obra tem uma linguagem bem fácil e próxima do público infantil, sendo que, quando uma palavra mais difícil era utilizada pelos personagens adultos, seu significado era explicitado em seguida – contribuindo para o vocabulário das crianças. 
     Mais que isso, O Pequeno Príncipe é uma obra inteiramente metafórica e simbolista. Todos seus personagens e elementos se ligavam a pessoas e fatos da realidade, modificados pela criatividade do autor. Muitas coisas haviam acontecido na vida de Antoine e no mundo, quando o livro foi escrito. A separação de sua esposa fora recente e a Segunda Guerra Mundial estava no seu ápice. Antoine precisava contribuir para o mundo e transmitir suas sábias palavras.

“ É bem mais difícil julgar a si mesmo que julgar os outros. Se conseguir julgar a si mesmo, provará que é um verdadeiro sábio.”

     E qual melhor modo de contribuir para o mundo se não cativando as crianças? O Pequeno Príncipe traz um moral incrível em suas entrelinhas! É um grande exemplo para crianças e para adultos. Há vários assuntos tratados como: tolerância, valorização, vícios, manias e o amor. Há uma grande crítica aos adultos, que se não são viciados, são autoritários, preguiçosos, vaidosos demais e apressados. Questionou condutas, levando-nos a refletir sobre o objetivo de nossos atos. 
     Antoine se demonstra um grande doutrinador de crianças, transformando toda sua sabedoria de uma vida inteira em uma história simples e facilmente assimilável. Os valores apresentando são de real importância na formação de um caráter.
     Contudo, o autor poderia ter deixado sua história mais fluída. Senti falta de algumas artimanhas usadas por vários escritores para conectar os capítulos e os fatos; tudo parecia abrupto e simplesmente jogado, sem ter uma preparação para a contextualização. Fora esse pequeno quesito, Antoine me surpreendeu muito!

“Nunca deveria tê-la abandonado. Deveria ter captado sua ternura por trás de seu jeito rude. Como as flores são complicadas! Mas eu era ainda muito jovem para saber amá-la!”
    
       No final do livro, há algumas páginas sobre a biografia do autor. Isso se fez de muita importância para compreender todas as metáforas feitas por ele. Foi possível interligar, por exemplo, as tão mencionadas estrelas com o nazismo, onde os judeus e outras minorias eram marcados através desse carimbo. Além da rosa mentirosa e rude, porém, terna, que simbolizava sua esposa, uma artista plástica geniosa que Antoine chegou a “deixar para trás”, mas que acabou reatando o relacionamento. 
     Essa edição de Luxo da Geração Editorial é perfeita! Fiquei imaginando o quanto deve ter sido trabalhoso ilustrar e, pior, decorar cada página, mudando a fonte das letras, suas cores e acrescentando ilustrações. A capa é dura e o miolo costurado! Não encontrei erros de ortografia e nada que pudesse me atrapalhar na leitura. 
     Indico o livro para todos os públicos literários. Trata-se de uma obra que todos, em algum momento de sua vida deveriam ler e reler. É um livro cheio de cor, imagens, fotografias e curiosidades! É impossível de não se cativar por essa emocionante e inesquecível história.

Melhor Quote 1: E todo dia ele repetia como você: “Sou um homem sério! Sou um homem sério!”, e o isso o enchia de orgulho. Ora, isso não é um homem, é um cogumelo.”

Melhor Quote 2:  “Eis o meu segredo. É muito simples: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos.”
                                                         





            


35 Comentários

  1. Eu acho que sou uma das poucas pessoas que ainda não leu o pequeno príncipe. E esta edição ficou linda, será minha próxima aquisição.

    ResponderExcluir
  2. Essa resenha está perfeita Le, meus parabéns!
    É vergonhoso, mas eu ainda não li O Pequeno Príncipe, já comecei várias vezes, mas nunca no momento certo. Porém, posso afirmar que realmente é uma leitura construtora de caráter.
    Essa edição da Geração está maravilhosa, está tudo tão lindo, a diagramação principalmente. Vou ter que procurá-la para comprar, haha.

    ResponderExcluir
  3. O Pequeno Príncipe é uma obra capaz de ganhar a mente inocente de crianças, e também a mente crítica de um adulto. Antoine foi genial e muito bem sucedido na criação desta obra. É uma leitura indispensável para qualquer um. E essa edição de luxo esta maravilhosa <3

    ResponderExcluir
  4. Eu li o Pequeno Príncipe há uns dois anos atrás, criei vergonha na cara. Sempre foi um livro que muitas pessoas me falaram que é ótimo, embora (aparentemente) tenha uma temática infantil. Mas ao ler, percebi que na verdade se trata de uma história para qualquer tipo de público. A mensagem é impactante e tem um valor imenso, para uma história tão curta. Minha personagem favorita, foi a raposa, ela tem uma sabedoria enorme. Essa edição do livro está linda, sem dúvidas a editora fez um excelente trabalho.

    http://umadosemaisforte.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Resenha bem elaborada, abordando o conteúdo de forma simples e inteligente, facilitando o entendimento, despertando o interesse dos leitores

    ResponderExcluir
  6. O Pequeno Príncipe é um clássico da Literatura, ele tornou o livro de cabeceira de várias pessoas (diga-se de passagem mais adultos do que crianças e adolescentes) que gostam da forma como é descrito o Mundo do Pequeno Príncipe. Antoine de fato surpreende e deixa o gostinho de sempre querer mais e mais ler o seu livro.

    ResponderExcluir
  7. Esse livro é mágico, consegue encantar não só crianças mas adultos de todas as idades. Os desenhos são fofos, simples e que mexem com a imaginação. As lições que esse livro nos passa é digno de fazer parte de qualquer educação na relação pais e filhos. Quando li esse livro a primeira vez, ele me marcou de tal forma que ainda me lembro de frases como:

    "Foi o tempo que dedicaste à tua rosa que a fez tão importante"

    "Tu não és para mim senão uma pessoa inteiramente igual a cem mil outras pessoas. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens necessidade de mim. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás pra mim o único no mundo. E eu serei para ti a única no mundo..."

    “Tu julgarás a ti mesmo – respondeu o rei. – É o mais difícil. É bem mais difícil julgar a si mesmo que julgar os outros. Se consegues fazer um bom julgamento de ti, és um verdadeiro sábio.”

    Tem como não amar?!?!

    Parabéns pela resenha!
    Beijos!

    Viviane Gonçalves
    vsg_caue@hotmail.com

    ResponderExcluir
  8. Há muito tempo esse livro está em minha lista de leitura... Porém, ainda não tive a oportunidade. Entretanto, comecei a estudar literatura e a professora fala tanto desse livro que furei a fila e o coloquei em minha próxima leitura. Com sua resenha, só fiquei ainda mais ansiosa para lê-lo, parece ser realmente uma historia maravilhosa. Sem falar que gosto muito de livros do gênero, e essa edição com certeza é a mais linda de todas. Amei!!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Adoraria ler este livro, ouvir falar muito bem dele :D

    ResponderExcluir
  10. Oi! Apesar de ser um livro muito famoso, nunca li, mas tenho muita vontade. Vejo muitos trechos pela internet e parece ser realmente uma estória muito bonita, que pena ter dado a sensação de não ter alguns pontos conectados. Gostei muito desta edição, é linda, e o fato de possuir uma biografia do autor ao final me atrai muito, pois amo saber sobre aqueles que escrevem as estórias que me cativam. :) Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  11. Fui ler esse Livro mês passado , e fiquei admirada com a historia , um encanto ,Esse livro me ensinou varias coisas , em especial o valor da amizade , ele é magico e faz qual quer um refletir e essa edição é ainda mais perfeita ... Quanto a resenha meus Parabens , Creio que qualquer leitor que ainda não leu o livro , ira ter ainda mais vontade de ler <3

    ResponderExcluir
  12. Essa edição luxo de “O Pequeno Príncipe” ficou show, muito linda, história maravilhosa e atemporal que todo mundo, de qualquer idade deveria ler e reler sempre!

    ResponderExcluir
  13. Nunca li "O pequeno príncipe" e mesmo sem ter lido é impossível não conhecer algumas citações do livro. Quem nunca ouviu a frase: "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas." ?!
    Resenha e edição incríveis que despertaram minha vontade de, finalmente, ler essa obra de Saint-Exupéry.

    ResponderExcluir
  14. Tenho duas edições do livro um bem pequeno e um normal que meu filho , gosta de ler, mas essa edição está maravilhosa, as imagens estão muito bonitas, gostei muito das fotos que postou, parabéns gostei muito.

    ResponderExcluir
  15. "O essencial é invisível aos olhos"! Não podia ser mais verdade, né? Mesmo se eu não ganhar a promoção, vou comprar esta edição! Que linda!

    ResponderExcluir
  16. Na minha opinião, este livro deveria ser lido por todo mundo. Diferente do que muitas pessoas acham, O Pequeno Príncipe não é um livro "infantil" e "besta" Podemos aprender muitas coisas e a mais importante dela. O poder da imaginação. Devo imaginar o quão difícil foi resenhar esta obra, por sua complexidade, apenas entendida ao ler o livro. Parabéns!

    ResponderExcluir
  17. O essencial é invisível aos olhos. Li esse livro tantas vezes, mas nunca tive um exemplar só meu.
    Acho que o livro não pode ser classificado por faixa etária. A cada vez que lemos aprendemos mais e mais.
    Quero muito essa edição linda.

    ResponderExcluir
  18. quando lí pela primeira vez eu tinha 15 anos,ja não lembro muita coisa ,só que o piloto parecia divagar devido ao calor intenso do deserto,mas ate hoje eu creio que ele realmente viu o garoto e que conversava com ele e iiso o trouxe de volta a vida,

    ResponderExcluir
  19. Li o livro e assisti o filme. Legal você destacar que o livro é para jovens e adultos. Uma leitura obrigatória com belíssimas mensagens. Obrigada!

    ResponderExcluir
  20. O livro é confuso mas lendo a resenha até que entendi

    ResponderExcluir
  21. Li o livro achei confuso mas logo entendi

    ResponderExcluir
  22. Tchê!!! A melhor resenha que eu li nas últimas décadas. Great!!!

    ResponderExcluir
  23. O melhor livro que já li. Como não chorar no final? Só um coração de pedra. Ótima resenha! Parabéns!

    ResponderExcluir
  24. Oi,boa noite!
    Sempre tive vontade de ler esse livro,hoje finalmente li.
    Amei,pois é tudo o que eu esperava e mais um pouco.
    Resenha perfeita,parabéns!
    Estou seguindo seu blog,dá uma olhadinha no meu: http://meurefugiomeucantinho.blogspot.com.br/
    Beijos.

    ResponderExcluir
  25. Ahhh adorei esta versão ilustrada!!!
    Esse é um livro clássico, que deve ser guardado e relido sempre.
    Abraços e feliz dia.
    Márcia.

    ResponderExcluir
  26. Antoine de Saint-Exupéry com certeza escreveu uma obra simbólica, antológica e, por fim, incrível, uma verdadeira obra-prima. O pequeno príncipe é uma história cheia de emoções, mensagens de sabedoria, valorização da sabedoria de uma criança. A obra explora um universo de sentimentos e sensibilidade. Quando o pequeno faz amizade com uma raposa, ela o ensina alguns valores de um sentimento verdadeiro.
    Lendo este blog, fiquei maravilhado com tantas magníficas versões desta obra de Antoine.
    Parabéns pelo trabalho de vocês de divulgarem uma obra fantástica como essa de O Pequeno Príncipe.

    ResponderExcluir
  27. Quando li està grande obra em pequenos detalhes, a minha garganta mental aumentava cada vez mais a sede de ler e reler, o quanto é importante este livro, não obstante o contexto, parece que seria um sem contexto e para todos os tempos.

    ResponderExcluir
  28. é bom muito bom este livro estou lendo por causa de uma ficha que tenho que fazer para a escola e sim é ótimo mesmo e interessante

    ResponderExcluir
  29. O livro é sem dúvida o mais vendido, traduzido e fascinante, e quanto ao final, tem um dilema: O pequeno príncipe é teletransportado ao seu planeta natal, ou simplesmente morre devido ao veneno da serpente, e a volta ao mundo que ele falava era espiritual e não material?

    ResponderExcluir
  30. A resenha está perfeita,amei.Parabéns pelo ótimo trabalho que fez.
    O Pequeno Príncipe é maravilhosa, não canso de ler.

    ResponderExcluir
  31. "O essencial é invisível aos olhos". O livro é enigmático e profundo. Lindo!

    ResponderExcluir
  32. Fazendo terapia alguns meses, e quando mais se descobre de se, mais você quer saber quem realmente você é e quer, esse livro edição de luxo o pequeno príncipe,é enriquecedor e aprendizado, e nunca é tarde para aprender, tenho 47 anos e só fiz escolhas erradas no meu passado e hoje tento recuperar a verdadeira essência da vida, que é o amor que tenho pela minha família e primeiramente por me, é claro, não sei se vou conseguir, mas não custa tentar.

    ResponderExcluir

.